Robo advisor: Você confiaria seus investimentos a um robô?

Conforme um estudo da Accenture, 7 em cada 10 consumidores estão dispostos a utilizar serviços baseados em “robo advisor” – consultoria e serviços gerados por computador, sem orientação humana.

Programas para desenvolver Trading Systems

robo-advisor

O uso de máquinas para auxiliar investimentos não é novidade no mercado financeiro e vem chegando cada vez mais próximo da população em geral, que sinaliza boa recepção para as novas tecnologias, especialmente no Brasil. Estes robôs podem ser usados para seus serviços bancários, de consultoria financeira e seguros.

Os consumidores indicaram que os principais atrativos para o uso de plataformas “robô-advice” seriam a perspectiva de serviços mais rápidos, com 46% dos brasileiros apontando essa razão, mais que os 39% da média globalmente. Essas plataformas também são consideradas mais baratas por 31% dos consumidores de todo o mundo e por 30% no Brasil. Eles também consideram a inteligência dos computadores mais imparcial e analítica que a dos humanos (26% globalmente e 25% no Brasil). No entanto, o estudo revela que quase dois terços dos consumidores ainda buscam a interação humana nos serviços financeiros, especialmente para lidar com reclamações (68% globalmente), especialmente no Brasil, com 84% dos entrevistados preferindo o atendimento por pessoas.

Esclarecimentos sobre produtos complexos, como hipotecas, também devem ser preferencialmente feitos por humanos, segundo 61% dos consumidores no mundo e 80% dos entrevistados brasileiros.
fonte de consulta: infomoney.com.br/minhas-financas/planeje-suas-financas/noticia/6625364/voce-confiaria-seus-investimentos-robo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *