Como a Tecnologia Impacta no Controle Financeiro da Sua Empresa

Das atividades gerenciais de um negócio, uma das mais críticas é a de controle financeiro. Ela lida com o fluxo de dinheiro da organização em suas várias vertentes, estando diretamente relacionada com a sobrevivência organizacional.

Além de diversas estratégias clássicas de controle financeiro, nos últimos anos surgiram ferramentas tecnológicas focadas em aprimorar a atividade. A ideia é proporcionar um armazenamento mais seguro de informações, possibilitar análises mais precisas e integrá-la com os demais processos do negócio.

ERP Guest Post

Pensando nisso, no artigo de hoje falaremos sobre como essa nova realidade influencia efetivamente o controle financeiro e como sua empresa pode se beneficiar disso.

A Segurança no Armazenamento de Dados

Um dos aspectos mais sensíveis do controle financeiro de uma organização é o armazenamento de dados. Tudo o que é relacionado a dinheiro precisa ser devidamente protegido para evitar problemas legais e gerenciais.

Sistema ERP online que trabalham com informações financeiras são orientados para mantê-las restritas a quem realmente deve possuir acesso a elas. Isso se refere tanto à proteção dos bancos de dados quanto ao compartilhamento.

Por meio de estratégias como criptografia, controle de perfis e validação de acessos, os softwares asseguram uma gestão adequada de todas as informações que transitam por seu intermédio, mantendo protegidos aspectos críticos da empresa.

Aprimorando as Análises Gerenciais

Outro fator de grande benefício da tecnologia para o controle financeiro está relacionado com os processos analíticos.

É essencial para as lideranças do negócio uma avaliação periódica dos indicadores financeiros. Eles demonstram de forma concisa a saúde organizacional, possibilitando maior agilidade e assertividade ao processo de tomada de decisões.

Por meio de diferentes tecnologias disponíveis na atualidade é possível construir gráficos e dashboards de forma quase instantânea e conforme a necessidade de acesso da equipe. O trabalho dos gestores passa a ser muito mais o de tirar conclusões finais e definir uma rota de ação, do que de gastar horas ou ate dias inteiros compilando dados e transformando em gráficos e indicadores.

Integrando o Financeiro com o Restante do Negócio

O último fator que representou grande avanço sobre o uso da tecnologia no controle financeiro foi a integração das informações com o restante do negócio. Diversos processos possuem impacto direto sobre a atividade e vice versa, fazendo com que uma análise consistente dependa de diferentes perspectivas.

Quando pensamos, por exemplo, no controle de estoque e na gestão de vendas, identificamos duas atividades que possuem relação intrínseca com o fluxo financeiro organizacional. Sem enxerga-las de forma integrada, é difícil entender a dinâmica do dinheiro na empresa.

Com base nisso, os softwares de gestão possibilitam um cenário mais seguro, controlado e integrado para a

Desenvolvendo uma Cultura Tecnológica

Mesmo representando um extenso avanço para o controle financeiro, a tecnologia não é suficiente para aprimorar a atividade por si só. É necessário um trabalho consistente no sentido de possibilitar à equipe as condições necessárias de uso das ferramentas e de assimilação da tecnologia como benéfica para suas atividades.

Sendo assim, não se trata de um simples trabalho de escolha e implementação de recursos tecnológicos. Além de uma análise aprofundada da aderência dos softwares aos processos e projetos corporativos, o negócio deve ser preparado para recebê-los e aplica-los da forma mais produtiva o possível.

Isso passa por uma estratégia consistente de capacitação da equipe, um esforço em integrar a iniciativa com outras existentes e pela contratação de parceiros qualificados nos serviços e recursos utilizados.

A Gestão de Negócios no Século XXI

A tecnologia se tornou um dos elementos mais estratégicos da atualidade para a gestão de negócios. Sem ela, a grande maioria das atividades empresariais seria impossibilitada, fosse de forma direta ou indireta.

Sendo assim, negócios despreparados para realizarem a transformação digital exigida pelo mercado têm grandes chances de deixarem de existir nos próximos anos. Simplesmente eles perderão a capacidade de acompanhar a intensificação e o aprimoramento da concorrência pelo uso dos recursos tecnológicos.

Se você é empreendedor, independentemente do porte ou segmento do seu negócio, comece a pensar essencialmente de forma digital. Estamos vivenciando uma das maiores revoluções da história no mercado de trabalho, o que se traduz em um momento crítico para todos os envolvidos.

Invista na virtualização de suas atividades tanto quanto possível e aprenda a pensar tecnologicamente. Assim você saberá como lidar com sua empresa, sua equipe e seus clientes da forma como o novo contexto de gestão exige.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *